Minas por Região
Saúde

15h04min - 19 de Outubro de 2009 Atualizado em 20h52min - 21 de Junho de 2013

Animais Peçonhentos atraem estudantes na Semana de C&T

BELO HORIZONTE (19/10/09) - “Já havia aprendido algumas dessas coisas na escola e hoje eu consegui ver bem de perto. Foi muito divertido. Ainda aprendi muitas curiosidades e tirei minhas dúvidas. Ter contato com as serpentes e saber como elas vivem foi muito legal”. A observação é de Izabela de Araújo Barbosa, de 12 anos, estudante da 6ª série, após percorrer os estandes que compõem a Semana de Ciência e Tecnologia na Fundação Ezequiel Dias (Funed).

A programação inclui atividades que estimulam os cinco sentidos – visão, audição, olfato, tato e paladar -, apresentando a ciência de forma lúdica. A exposição foi estruturada de acordo com o tema “Animais peçonhentos – conhecer e não temer”, em forma de um passeio, com cerca de duas horas de duração, percorrendo as várias “estações” do conhecimento. No final do trajeto, os estudantes participam de um jogo de perguntas e respostas, produzido especialmente para o evento, e mostram o que aprenderam.

A atividade integra a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, realizada desde 2004 pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e que, em 2009, tem como tema “Cientistas brasileiros”. Durante a sessão de abertura, nesta segunda-feira (19), o presidente da Funed Carlos Alberto Pereira Gomes destacou a importância da realização de um evento de popularização em um país em que apenas 15% da população declarou, em pesquisa recente, ter conhecimento sobre ciência e tecnologia. “Estamos mostrando aqui que é possível transformar ciência em produtos para a saúde pública, ou seja, aqui temos exemplos concretos da aplicação do conhecimento produzido pelos pesquisadores da Funed”, afirmou o presidente.

Segundo José Alberto Bianchi, responsável pelo Departamento de Bolsas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), o Brasil se enquadra na categoria de país excluído de tecnologias inovadoras ou que apenas adapta tecnologias vindas do exterior. “É importante que a sociedade saiba a importância do apoio à iniciação científica e o papel da inovação tecnológica para o desenvolvimento integral do país”, explicou o representante da Fapemig durante a abertura.

“Além de desmistificar as informações em torno dos animais peçonhentos, queremos mostrar que o conhecimento científico faz parte do cotidiano da população e incentivar a vocação de cientista entre crianças e adolescentes”, explicou Giselle Cotta, bióloga e organizadora do evento na Funed. A Fundação espera receber, até sexta-feira (23), entre 8h e 17h, cerca de 1.500 visitantes que vão poder conferir vídeos educativos; tocar em modelos de animais, com uma orientação especial para crianças e adolescentes com deficiência visual; informações sobre biodiversidade, conservação e biotecnologia e também um jogo de adivinhações para testar os conhecimentos aprendidos durante o trajeto.

Uma visita especial está marcada para sexta-feira, dia 23, a partir das 14h30: a Semana de Ciência e Tecnologia da Funed vai receber 35 alunos com deficiência visual, estudantes do Instituto São Rafael. Para esse público, a Funed preparou e lançará durante a visita uma cartilha em braile, com informações sobre os animais peçonhentos.

Para visitar a exposição, as instituições de ensino fizeram inscrição prévia. As atividades contam com financiamento da Fapemig.

Confira a programação:

Estação “Caminhos Percorridos”: informações sobre os 102 anos de trajetória da Fundação Ezequiel Dias (Funed), uma das maiores instituições públicas na área de saúde, ciência e tecnologia.

Estação “Morfologia”: oportunidade para conhecer melhor a estrutura dos animais peçonhentos.

Estação “Toque aqui”: visitantes podem tocar algumas peças dos animais, como chocalhos e pele. Trabalho especial que visa a inclusão dos estudantes com deficiência visual.

Estação “Abelhas”: mostra a biologia de algumas espécies de abelhas e também a diversidade dos produtos originados da criação destes animais.

Estação “Diversidade e Conservação”: conhecendo a biologia e a diversidade de serpentes, aranhas e escorpiões.

Estação “Venenos/Anti-venenos”: informações sobre os venenos animais, descobertas recentes sobre venenos e como eles têm sido utilizados na indústria farmacêutica.

Estação “Biotecnologia”: exposição sobre o ramo da ciência que pesquisa a utilização de técnicas envolvendo materiais biológicos em benefício da sociedade.

Estação “Brincar e Aprender”: jogo de adivinhações em que os visitantes praticam o que aprenderam.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato