Minas por Região
Segurança / Defesa Social

21h13min - 24 de Maio de 2010 Atualizado em 10h06min - 29 de Junho de 2013

DDU chega a mais 40 cidades e passa a atender 60% da população mineira

O serviço 181 Disque Denúncia Unificado (DDU), que já estava presente na RMBH e nos municípios sede de Regiões Integradas de Segurança Pública chega, agora, a outras 40 cidades do interior, contemplando 60% da população do Estado. O objetivo é abrir um canal direto com a sociedade para que os cidadãos possam encaminhar denúncias de crimes e delitos.

BELO HORIZONTE (24/05/10) - O serviço 181 Disque Denúncia Unificado (DDU), que já estava presente na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e em todos os municípios sede de Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) chega, agora, a outras 40 cidades do interior, atingindo a marca de 90 municípios mineiros e contemplando 60% da população do Estado. Trata-se de um sistema integrado das polícias Civil, Militar e do Corpo de Bombeiros, idealizado pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) em parceria com o Instituto Minas Pela Paz (IMPP).

A solenidade de apresentação dessa nova etapa de expansão foi realizada, nesta segunda-feira (24) e contou com a presença do secretário de Estado de Defesa Social, Moacyr Lobato de Campos Filho, da superintendente de Integração do Sistema de Defesa Social, Geórgia Ribeiro Rocha, do secretário-executivo do Instituto Minas Pela Paz, Luis Flávio Sapori e de representantes das policias e Corpo de Bombeiros. O evento também foi palco para a divulgação do serviço para membros das corporações, para que eles possam atuar como divulgadores locais onde o serviço acaba de ser implantado.

De acordo com o secretario de Estado de Defesa Social, a expansão por Minas Gerais obedece a uma lógica territorial estratégica. O DDU começou a ser oferecido, em novembro de 2007, para a população da capital e dos municípios da região metropolitana. Já no interior, as primeiras cidades do recebê-lo foram as sedes das Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps). Agora, são os municípios que sediam Áreas de Coordenação Integrada de Segurança Pública (Acisps) que passam a contar com o serviço.

Geórgia Rocha ressalta que a expansão está em pleno andamento. A meta é que, até o fim de 2010, todos os 853 municípios mineiros sejam contemplados com a iniciativa, atendendo, assim, a integralidade da população do Estado. Para o secretário-executivo do Instituto Minas Pela Paz, a abrangência faz do 181 destaque no cenário nacional. “Poucos estados brasileiros contam com um serviço como esse, e quando o oferecem é de forma bastante localizada. O diferencial de Minas é justamente o atendimento ampliado”, aponta Sapori.

Integração

O objetivo da iniciativa é abrir um canal de comunicação direto com a sociedade para que os cidadãos possam encaminhar denúncias de crimes e delitos por meio de uma simples chamada telefônica para o número 181. Um dos pilares do DDU é garantir o anonimato total de quem fornece informações, a fim de manter a segurança de quem contribui. Além disso, o sistema permite acompanhar o andamento das denúncias por meio de uma senha fornecida no ato do atendimento.

Todas as ligações são direcionadas para uma central unificada, localizada em Belo Horizonte e formada por mais de 60 profissionais treinados e capacitados que trabalham em regime de 24 horas para atender a população. Cada denúncia registrada é encaminhada para uma equipe de analistas composta por integrantes das três corporações. A partir daí, tomam-se as providências necessárias para resolver o caso em até 90 dias.

Moacyr Lobato acredita que o Disque Denúncia é o exemplo mais eloquente do que é a integração do Sistema de Defesa Social. Para os bons resultados da iniciativa é essencial o trabalho unificado das polícias e dos Bombeiros e, sobretudo, o auxílio dos cidadãos. “Para a concretude do direito constitucional à segurança, que deve ser garantido pelo Estado, é fundamental a participação da sociedade. O DDU tem funcionado de forma tão eficaz devido à sua simplicidade, à atuação efetiva do Sistema de Defesa Social e da participação da população, movida pelo espírito de solidariedade”, afirma.

Balanço

Desde que começou a funcionar, em novembro de 2007, o serviço recebeu 2,2 milhões de chamadas, que resultaram em quase 120 mil denúncias encaminhadas para investigação, o que equivale a média de 4,6 mil denúncias por mês. Além do significativo número de denúncias, o DDU tem apresentado expressivos resultados.  Nesses dois anos de atuação, constatou-se um substancial crescimento na quantidade de prisões e apreensões de armas, munições, drogas, equipamentos de jogos de azar e animais silvestres.

No que diz respeito ao tráfico de drogas, o Disque Denúncia tem se mostrado uma importante ferramenta de enfrentamento de tal fenômeno, como destaca a superintende de Integração do Sistema de Defesa Social. Em sua apresentação, Geórgia Rocha ressaltou que, nos quatro primeiros meses de 2.010, cerca de 60% das informações passadas pela população apontavam para ações do tráfico de entorpecentes. Na prática, essas denúncias implicam o aumento das apreensões de drogas e a consequente redução da criminalidade. Em relação ao crack, por exemplo, no ano de 2008, foram apreendidas cerca de 18 mil pedras. Já em 2009, esse total cresceu aproximadamente 65%, chegando a marca de 50 mil unidades.

Segundo Moacyr Lobato, o sucesso da iniciativa pode ser comprovado pela grande aceitação da sociedade, pela repercussão positiva na imprensa e também pelos bons resultados obtidos. “Os números dizem por si só”, conclui.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato