Minas por Região
Cultura

15h06min - 08 de Julho de 2009 Atualizado em 16h25min - 29 de Junho de 2013

Vice-governador entrega Prêmio Governo de Minas de Literatura

O vice-governador Antonio Augusto Anastasia entregou o Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura. Foram premiados o jornalista gaúcho Luís Fernando Veríssimo e os novos talentos da literatura Reni Andrade, Eduardo Jorge de Oliveira e a universitária Maria Zilda Santos.

BELO HORIZONTE (08/07/09) - O vice-governador Antonio Anastasia entregou, nesta quarta-feira (8), na Academia Mineira de Letras, em Belo Horizonte, a segunda edição do Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura. Foram premiados o jornalista gaúcho Luís Fernando Veríssimo, pelo conjunto da obra, e os novos talentos da literatura Reni Andrade na categoria Ficção, Eduardo Jorge de Oliveira na categoria Poesia e a universitária Maria Zilda Santos Freitas na categoria Jovem Escritor. Durante a solenidade, o vice-governador ressaltou a importância do reconhecimento a escritores consagrados e o incentivo aos novos talentos.

“É um prêmio muito importante e que dá dimensão cultural ao Estado. Minas Gerais é um estado que na literatura tem uma tradição imensa. Acho importante o Governo do Estado prestigiar a cultura através desses prêmios, que ocorrem não só na literatura, mas também no cinema, nas artes cênicas e também na música com todo esse estímulo para que a cultura, cada vez mais, permaneça como um dos sinônimos de Minas Gerais”, destacou Anastasia.

Luís Fernando Veríssimo, apesar da vasta experiência como escritor, declarou estar surpreso com a homenagem pelo conjunto de sua obra. “É um prêmio muito importante porque eu nem mesmo tinha me dado conta de que tenho uma obra tão extensa, que pode ser vista como um conjunto, mas o grande mérito desse prêmio do Governo de Minas é destacar os novos escritores”, disse.

Premiação

Ao todo foram distribuídos R$ 212 mil em prêmios para as quatro categorias: Conjunto da Obra (R$ 120 mil), Poesia (R$ 25 mil), Ficção (R$ 25 mil). Na categoria Jovem Escritor Mineiro (R$ 42 mil), o prêmio será repassado em seis parcelas de R$ 7 mil para pesquisa e elaboração do livro. Desses valores, serão descontados os impostos previstos em lei.

Os jovens escritores, emocionados, comemoraram o prêmio e fizeram planos para os próximos passos da carreira. “Foi uma grande surpresa porque quando a gente escreve o livro e se inscreve para o prêmio é uma grande aposta e deu certo para mim. É uma boa soma de dinheiro que vai me ajudar a publicar o meu próximo livro “A língua do homem sem braços”, destacou Eduardo Jorge de Oliveira, apostando que ainda este ano a obra será lançada.

O escritor e filósofo Reni Andrade planeja se dedicar a novos projetos, aproveitando o incentivo que recebeu pelo romance “Lugar”. “O fato de o prêmio ser em dinheiro é importante porque é um respiro para o escritor se dedicar a novos projetos, com calma, sem precisar se preocupar com outros trabalhos fora da literatura”, explicou.

Para a universitária Maria Zilda Freitas, o pagamento do prêmio será feito a cada mês, durante o próximo semestre. Neste tempo, ela vai se dedicar ao romance “Insetos”. “É a primeira vez que me inscrevo num concurso e, logo de primeira, sair vencedora é uma honra e uma surpresa muito grande. Pretendo dedicar agora o meu tempo para escrever e fazer um bom trabalho”, disse.

Inscrições

Para esta segunda edição, o prêmio recebeu, no ano passado, 895 inscrições de diferentes estados brasileiros, o que comprova sua solidez como um importante prêmio da literatura no país. “Tivemos um número estupendo de inscritos, o que demonstra o prestígio do prêmio. Esse número grande de inscritos demonstra o reconhecimento e o valor do prêmio”, afirmou Anastasia.

As obras inscritas foram avaliadas por uma comissão julgadora formada por intelectuais e jornalistas de renome nacional.

Academia Mineira de Letras

Durante a cerimônia de entrega do prêmio, o vice-governador também homenageou a Academia Mineira de Letras, que comemora em 2009 o seu centenário. Fundada em Juiz de Fora, a Academia transferiu sua sede para Belo Horizonte em 1915 e, desde 1943, conquistou sua sede própria, na rua da Bahia. A homenagem especial pelos cem anos da Academia foi entregue ao seu presidente, o escritor e ex-senador Murilo Badaró.

Também estiveram presentes à solenidade, o secretário de Estado de Cultura, Paulo Brant, e o ex-governador Francelino Pereira.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato