Minas por Região
Infraestrutura

13h09min - 05 de Dezembro de 2006 Atualizado em 09h02min - 29 de Junho de 2013

Aécio inaugura Complexo Energético de Capim Branco

Com investimentos de R$ 1 bilhão, o complexo energértico, formado pelas hidrelétricas de Capim Branco I e II, representará um aumento de 450 MW no parque gerador da Cemig. O governador destacou que a inauguração do complexo em Uberlândia faz parte do conjunto de ações para garantir maior crescimento e oferecer aos mineiros alternativas de desenvolvimento no campo social.

UBERLÂNDIA (05/12/06) – O governador Aécio Neves inaugurou hoje, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, o Complexo Energético Capim Branco, com potência de 450 MW. O complexo é formado pelas hidrelétricas de Capim Branco I (240MW) e Capim Branco II (210 MW), instaladas no rio Araguari. O investimento total foi de R$ 1 bilhão.

Segundo o governador, a inauguração do complexo energético faz parte do conjunto de ações do Governo do Estado para garantir maior crescimento e oferecer aos mineiros alternativas concretas de desenvolvimento no campo social. “Não existe um gargalo maior, não existe desafio maior para o crescimento, não apenas de Minas, mas do Brasil, do que a questão de energia”, afirmou Aécio Neves, em entrevista.

Capim Branco I entrou em atividade neste semestre e a unidade II começa a operar em janeiro próximo. Em plena operação, o complexo beneficiará diretamente as cidades de Araguari, Uberlândia e Indianópolis, com mais de R$ 7 milhões ao ano em royalties, impostos e contribuições.

O governador destacou a importância da parceria firmada pela Cemig com a Companhia Vale do Rio Doce, Votorantim Metais e Zinco e Comercial Agrícola Paineiras, empresas que compõem o Consórcio Capim Branco Energia (CCBE), responsável pela construção de Capim Branco I e II.

“Não há um outro caminho para o país crescer que não seja através do dinheiro público sendo bem administrado e as parcerias com o setor privado. A Cemig é a empresa brasileira que mais vem investindo em geração de energia. Já é a primeira empresa em vendas diretas ao consumidor”, destacou. A Cemig também é apontada como a quinta maior geradora de energia do país, com 22.298 MW comercializados entre janeiro e setembro de 2006.

Líder de mercado

O governador lembrou que, em 2003, a Cemig estava avaliada no mercado de capitais em R$ 4 bilhões e que hoje está cotada em R$ 16 bilhões, um crescimento de 400% em três anos.

Em março deste ano, o consórcio integrado pela Cemig, Andrade Gutierrez, Luce Brasil Fundo de Investimento em Participações e Pactual Energia Participações, comprou a Light - empresa de energia elétrica do Rio de Janeiro, consolidando a sua presença fora das fronteiras de Minas Gerais.

“A partir da aquisição da Light, e também de outras aquisições de linhas de transmissão, estamos cada vez mais nos consolidando como empresa referência da questão da energia no Brasil e na América Latina”, afirmou Aécio Neves.

Usinas

Apenas em 2006, a Cemig inaugurou quatro hidrelétricas – Irapé e Aimorés, além de Campim Branco I e II. As quatro usinas somam investimentos de R$ 2,8 bilhões. Desse total, R$ 1,7 bilhão foi desembolsado pela Cemig e Governo de Minas. Com elas, o parque gerador mineiro aumentou 1 milhão 140 mil kilowatts em sua capacidade de geração.

A Cemig também tem participação na construção de mais três usinas - Queimado, Pai Joaquim e a Termelétrica Barreiro. Com a entrada em operação de Capim Branco II, a Cemig passará a contar com um parque gerador de energia que reúne 57 usinas. São 52 hidrelétricas, quatro termelétricas e uma eólica.

Determinação

Para o presidente da CVRD, Roger Agnelli, não há meios de realizar um empreendimento da relevância do Complexo Energético Capim Branco sem o apoio do setor público. Ele destacou também a determinação e a gestão eficiente do Governo de Minas.

“Estou muito feliz de estar aqui, comemorando o sucesso de uma obra iniciada e inaugurada no primeiro mandato do governador Aécio Neves, que cumpriu rigorosamente o que foi planejado. Este é um exemplo de uma bem-sucedida parceria entre o Governo do Estado e empresas privadas”, afirmou, em seu pronunciamento.

Alerta

O governador Aécio Neves alertou, em entrevista após o evento, para a falta de investimentos do governo federal no setor energético brasileiro. Ele afirmou que os investimentos em energia surtem resultados em médio prazo e precisam ser feitos de imediato no país.

“É preciso que estejamos hoje, os administradores públicos, planejando o futuro. Nenhum investimento em geração de energia, desde o início da sua elaboração até o início do seu funcionamento, tem uma carência menor que os próximos oito anos. Portanto, o que estivermos pensando em iniciar hoje, só terá resultados concretos a partir de sete ou oito anos. É isso que me angustia, ver que o Brasil não vem fazendo investimentos importantes no setor de energia, ao contrário do que vem acontecendo em Minas”, afirmou.

Energia alternativa

Aécio Neves lembrou que o Governo do Estado está investindo também na construção de pequenas centrais hidrelétricas para atender a demanda regional. Ele destacou ainda a preocupação de Minas Gerais em desenvolver formas de geração alternativas de energia, antecipando que nos próximos meses a Cemig lançará um programa de aproveitamento do bagaço da cana-de-açúcar.

“É preciso que esgotemos os potenciais de energia hidrelétrica e examinemos alternativas como as que estamos fazendo em Minas Gerais com as pequenas centrais hidrelétricas e com o bagaço de cana. É preciso que todas as alternativas sejam exploradas”, defendeu Aécio Neves.

Também estiveram presentes na inauguração do Complexo Energético Capim Branco o ex-governador Rondon Pacheco; presidente da Cemig, Djalma Moraes; o diretor-geral de Energia da Votorantim Energia, Otávio Carneiro Rezende; o vice-presidente corporativo do Grupo Suzano, Daniel Feffer, e o vice-presidente Sérgio Alves; o diretor-presidente do Consórcio Capim Branco, Celso Castilho de Souza; além do secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Wilson Brumer.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato