Minas por Região
Infraestrutura

15h02min - 02 de Junho de 2009 Atualizado em 10h58min - 29 de Junho de 2013

Aécio Neves anuncia entrega da Antônio Carlos para março

O governador Aécio Neves anunciou o cronograma para conclusão da última etapa do alargamento da avenida Antônio Carlos, em BH. Durante visita às obras, ele afirmou que no final de março do ano que vem 100% do alargamento da avenida estará concluído e pronto para atender à população. O Estado está investindo R$ 190 milhões no trecho.

BELO HORIZONTE (02/06/09) - O governador Aécio Neves anunciou, nesta terça-feira (2), o cronograma para conclusão da última etapa do alargamento da avenida Antônio Carlos, principal via de acesso à região da Pampulha e Venda Nova, Zona Norte de Belo Horizonte. Durante visita ao canteiro de obras, ele afirmou que no final de março do ano que vem 100% do alargamento da avenida estará concluído e pronto para atender à população. O Governo de Minas assumiu a obra em janeiro deste ano e autorizou investimentos nesse trecho que somam R$ 190 milhões. Outros R$ 60 milhões estão sendo destinados pela Prefeitura da capital. Ele esteve acompanhado do vice-governador Antonio Augusto Anastasia e do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda.

“Acreditamos que já em outubro estaremos inaugurando esse viaduto da rua Operários, onde estamos agora. Em dezembro mais dois viadutos e, em 28 de março – já estou aqui ao lado do prefeito marcando a data, ao lado do consórcio responsável pela obra – todo esse complexo, em torno de 2,5 quilômetros estará pronto, com seus viadutos também inaugurados”, afirmou o governador, em entrevista.

Com a ampliação, a avenida Antônio Carlos contará com 12 faixas de tráfego, sendo as quatro pistas centrais de uso exclusivo do transporte coletivo, o que vai facilitar o fluxo de ônibus e de carros. Hoje circulam 85 mil veículos por dia na avenida.

Avanço

Segundo Aécio Neves, o alargamento da Antônio Carlos é prioridade para o Governo de Minas por se tratar de uma avenida que vai melhorar o deslocamento da população da região Norte de Belo Horizonte e facilitar o acesso aos aeroportos da Pampulha e Internacional Tancredo Neves, em Confins. A obra vai beneficiar mais de 3 milhões de pessoas, gerando empregos, atraindo investimentos, movimentando o comércio e agilizando, com segurança, o deslocamento de trabalhadores.

“Essa é a razão pela qual o governo resolveu assumi-la. As obras caminham em uma velocidade extraordinária. Isso, na verdade, tem sido uma marca de Minas Gerais, a velocidade e a qualidade das obras. Temos aqui mais de 1.000 operários trabalhando diuturnamente nessas obras e ela só será paralisada no dia da inauguração”, garantiu o governador.

Desapropriações

Ele também afirmou que o processo de desapropriação dos imóveis construídos às margens da avenida está praticamente concluído, o que assegura a manutenção do cronograma de obras previsto. Estão sendo investidos aproximadamente R$ 110 milhões na desapropriação de mais de 240 imóveis ao longo dos 2,2 quilômetros que estão em obras.

“Estamos extremamente felizes em ver aqui que o nó maior que tínhamos, o gargalo maior que tínhamos, que era o processo de desapropriação, 80% dele já está resolvido e temos agora um período de algumas questões que estão sendo resolvidas judicialmente para que possamos ter 100% desse problema resolvido. Não há, por parte daqueles que estão conduzindo essas negociações, qualquer sinal de risco de paralisação ou atraso das obras em função de atrasos das desapropriações”, disse ele.

A execução das intervenções está a cargo do Governo do Estado e as remoções e desapropriações sob a responsabilidade da Prefeitura, por meio da Sudecap. Neste novo trecho a ser alargado, está prevista a construção de viadutos e trincheiras nas principais intercessões da avenida para a melhoria das ligações entre os bairros do entorno.

Novos Viadutos

Está prevista a construção de sete novos viadutos para facilitar especialmente o acesso aos bairros adjacentes. Esses viadutos terão, no mínimo, duas faixas por sentido, contribuindo para evitar congestionamentos.

Na altura da rua Rio Novo, o viaduto vai complementar o Complexo da Lagoinha, atendendo as interligações do Viaduto Leste e da rua Célio de Castro com a avenida Pedro II, além das ruas Bonfim, Itapecerica e Além Paraíba. Estas ligações ficam disponíveis também para o viaduto Oeste e para a avenida Cristiano Machado.

Na rua Formiga, próximo ao conjunto IAPI, os viadutos e soluções viárias em desnível irão promover a interligação da região do bairro São Cristóvão como a dos bairros Lagoinha e Bom Jesus.

A interseção da rua Araribá em mão dupla, substituirá a transposição da avenida Antônio Carlos, que hoje é feita pela rua Jequitaí, por meio da ligação da rua Serra Negra e imediações, e possibilitará o reposicionamento dos veículos dos bairros Bom Jesus e São Cristóvão, com forte impacto na região do Hospital Belo Horizonte.

O viaduto, em mão dupla direcional, interligando a rua dos Operários com a avenida Paranaíba, promove a ligação da região dos bairros Cachoeirinha e Bom Jesus com São Cristóvão e Renascença.

Novas árvores

O projeto paisagístico prevê o plantio de 1,5 mil mudas de árvores ao longo da avenida, no trecho entre a rua Operários, no bairro Cachoeirinha, até o Complexo da Lagoinha. Essas árvores substituirão as 140 que estão sendo retiradas devido às obras. Para cada árvore retirada, serão plantadas dez outras.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato