Minas por Região
Economia / Desenvolvimento

14h03min - 12 de Dezembro de 2006 Atualizado em 16h27min - 30 de Junho de 2013

Csem Brasil será primeira empresa do Parque Tecnológico de BH

Já está em fase de constituição o Centro de Inovações Csem Brasil. Os documentos foram assinados pelos secretários Wilson Brumer e Paulo Kléber e os presidentes do Csem e Fir Capital. Durante solenidade, foi assinado também protocolo de intenções para a instalação do Csem Brasil no BHtec.

BELO HORIZONTE (12/12/06) – Já está em fase de constituição o Centro de Inovações Csem Brasil. Os documentos constitutivos foram assinados hoje pelos secretários de Estado de Desenvolvimento Econômico, Wilson Nélio Brumer, e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Paulo Kléber Pereira e os presidentes do Centro Suíço de Eletrônica e Microtecnologias (Csem), Thomas Hilderling, e da Fir Capital, Guilherme Emrich. Durante solenidade, no Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais, em Belo Horizonte, foi assinado também protocolo de intenções com o conselho do Parque Tecnológico de Belo Horizonte para a instalação do Csem Brasil no espaço do BHtec.

Com o objetivo de desenvolver e criar produtos de alto conteúdo tecnológico por meio do desenvolvimento de pesquisas aplicadas advindas do campo de nano e microtecnologias, o Csem Brasil será a primeira empresa a se instalar no BHtec. Uma das principais atribuições do centro será fazer a conexão entre as pesquisas desenvolvidas no meio acadêmico e as suas aplicações no mercado. Ele também será responsável pelo desenvolvimento de mão-de-obra especializada e pela transferência e fixação de tecnologias para as comunidades científica e empresarial brasileiras. Durante os primeiros cinco anos, serão empregados entre 40 e 70 profissionais, entre graduados, mestres e doutores das áreas de física, química, elétrica, computação e eletrônica.

“Estamos muito orgulhosos de poder trabalhar com o Brasil e, especialmente, Minas Gerais, que tem adotado uma estratégia muito inteligente no setor de alta tecnologia. Nosso esforço será no intuito de criar empreendimentos de sucesso e explorar o alto potencial do setor no país”, afirmou o presidente da Csem, Thomas Hilderling, destacando que profissionais suíços deverão vir trabalhar no país.

Acordo

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Wilson Brumer, o acordo é resultado direto da política de desenvolvimento econômico do Governo de Minas de atrair instituições e empresas de alto valor tecnológico. “A chegada da Csem é uma clara demonstração do esforço do Estado em ajudar a economia de Minas Gerais a oferecer produtos de maior valor agregado. Quando se trata de microtecnologia, o Brasil não pode mais depender exclusivamente de importações. Há um grande mercado para este tipo de produtos no país e Minas está se preparando para atender a essa demanda”, disse.

O secretário destacou ainda a política do governo de incentivar os trabalhos em parcerias. “O Estado está consciente de seu novo papel, menos investidor e mais promotor, articulador e facilitador das várias atividades empresariais. Graças às parcerias que articulamos com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com a Prefeitura de Belo Horizonte e com o BHtec, a Csem Brasil seguramente encontrará aqui um clima muito favorável ao desenvolvimento de suas atividades”, acrescentou.

Contatos

Os primeiros contatos entre o Csem e o Governo mineiro ocorreram em setembro de 2005, quando técnicos do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi) e representantes do BNDES, MDIC, Finep, Suframa, MCT e ABDI e de empresas privadas visitaram a Suíça com o intuito de buscar empresas do setor de semicondutores interessadas em se instalar no Pólo Industrial de Microeletrônica de Belo Horizonte.

Em março deste ano, o presidente da Csem esteve no Brasil, em visita a Manaus, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Ele conheceu alguns centros de pesquisa e a qualidade dos pesquisadores e da infra-estrutura laboratorial da UFMG o impressionaram. Em setembro, representantes da empresa suíça vieram a Minas Gerais e firmaram com o Indi uma carta de intenções com o intuito de se instalarem no Estado.

Como resultado imediato, a UFMG passou a oferecer um curso de especialização em microeletrônica com foco em microfabricação e em projetos de circuitos integrados. O curso visa a qualificar profissionais para suprir a demanda de mão-de-obra especializada do pólo de microeletrônica e os alunos com melhor desempenho terão uma complementação na Europa.

Csem

O Csem é uma entidade sem fins lucrativos criada na Suíça em 1984 e que, atualmente, conta com seis unidades na Europa, Estados Unidos e Ásia. Suas atividades estão relacionadas à pesquisa e desenvolvimento de plataformas tecnológicas e soluções em alta tecnologia para a indústria, estudos e industrialização de resultados de pesquisas das universidades, desenvolvimento e industrialização de produtos inovadores e soluções em alta tecnologia em todas as principais indústrias e criação, incubação e treinamento para novas empresas, dentre outras.

Desde a sua criação, o Csem implantou mais de mil projetos industriais para empresas de todo o mundo. Nos últimos sete anos, fez o lançamento de 21 novas empresas.

FIR Capital

A FIR Capital é uma empresa gestora de investimentos que opera com recursos próprios e de terceiros aplicados a empresas de base tecnológica. Com sede em Belo Horizonte, tem entre seus investidores estão os quatro maiores investidores institucionais do Brasil - Finep, Previ, Petros e Banco do Brasil Investimentos (BBI), além da Sumitomo Corporation e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato