Minas por Região
Governador

23h56min - 26 de Abril de 2010 Atualizado em 22h42min - 27 de Junho de 2013

Governador Antonio Anastasia cumpre agenda em Uberlândia

UBERLÂNDIA (26/04/10) - O governador Antonio Anastasia cumpriu agenda oficial em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, nesta segunda-feira (26). O governador participou do encerramento do 1º Simpósio Datagro - Siamig/Sindaçúcar, na sede da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). Durante o evento foram discutidas as perspectivas para o setor sucroenergético de Minas e a safra de cana-de-açúcar 2010/2011.

“Esse encontro mostra o crescimento do setor nos últimos sete anos. Em 2003 Minas Gerais era o quarto produtor brasileiro, hoje está em segundo lugar e dentro de pouco tempo ostentará o primeiro lugar, ultrapassando o estado de São Paulo. No passado ninguém imaginava que o setor iria se desenvolver tão rapidamente, que haveria uma explosão tão forte dessa energia”, afirmou o governador em entrevista.

A indústria do açúcar e do álcool em Minas passou de uma produção de 15 mil toneladas, em 2003, para 30 milhões de toneladas ao final de 2007, chegando atualmente a 60 milhões de toneladas. Além do aumento da produção centralizada no Triângulo Mineiro, houve um aumento considerável no número de empresas no setor. Foram criadas 23 novas empresas, “que começaram do zero”, na região do Triângulo Mineiro, segundo o presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool, Luiz Custódio Cotta Martins.

Os novos investimentos resultaram na criação de 40 mil empregos diretos no setor. A exportação do álcool combustível cresceu 70%, chegando a 500 milhões de litros exportados. As usinas também passaram a vender energia gerada pelo bagaço da cana para a Cemig.

“Esses números representam de maneira muito clara a expansão econômica de Uberlândia e do Triângulo Mineiro”, disse o governador Antonio Anastasia. 

O setor sucroenergético representa 12% do Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio mineiro. O Estado conta com 710 mil hectares de lavoura de cana em 115 municípios, e unidades industriais em 34 municípios. O setor emprega cerca de 80 mil pessoas.

Em 2009, entraram em operação cinco novas usinas (Cerradão, Vale do São Simão, Vale do Paracatu Agroenergia, Total e Cabrera Energética). Em 2010, três usinas devem iniciar produção - Bionergética Vale do Paracatu, Bioenergética Aroeira e Usina Vale do Tijuco. A expectativa é que a moagem de cana-de-açúcar supere 55 milhões de toneladas este ano. Até 2013, estão previstas mais duas usinas. 

Ainda em Uberlândia, o governador participou de solenidade de abertura das novas instalações do Center Shopping.

Desenvolvimento econômico

O Triângulo Mineiro atraiu R$ 16,5 bilhões de investimentos em projetos anunciados desde 2003. Desse total, R$ 3 bilhões estão sendo destinados a Uberlândia, distribuídos entre 69 projetos, com a criação de 18 empregos diretos. Os setores beneficiados são transporte terrestre, transporte aéreo, têxtil, serviços, segurança, saúde, químico, moveleiro, metalurgia, infraestrutura, energia, elétrico, educação, comércio e agroindústria.

Os investimentos anunciados para o Triângulo representam 43% do total previsto para o Estado, que soma R$ 204,8 bilhões - anúncios feitos entre 2003 e 2010. O montante representa a criação de cerca de 450 mil empregos em várias regiões de Minas.

Em março deste ano, o Governo do Estado inaugurou o Entreposto da Zona Franca de Manaus, primeiro entreposto aduaneiro do país localizado fora do Amazonas. Na ocasião, foram assinados convênios para investimentos nos setores de saúde e infraestrutura, em Uberlândia.

Hospital regional 

Um dos principais investimentos que o Estado está fazendo é na saúde, na construção do Hospital Regional de Uberlândia, que prestará serviços de média e alta complexidade. O hospital irá desafogar as Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) e o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

A construção do hospital começou em 2007 e a conclusão das obras está prevista para o segundo semestre deste ano. Já foram investidos R$ 46 milhões nas obras, sendo R$ 38 milhões do Governo do Estado e R$ 19 milhões da Prefeitura de Uberlândia.

O Governo de Minas investiu nos últimos sete anos cerca de R$ 58 milhões na área de saúde, em Uberlândia. Entre os investimentos estão R$ 13 milhões para o Pro-Hosp; R$ 600 mil para o Pro-Hosp Urgência e Emergência; R$ 35,2 milhões liberados por meio de convênios diversos. 

De acordo com o governador Antonio Anastasia, cabe ao poder público investir em infraestrutura física e social - estradas, saúde, educação, segurança, entre outros - e, com isso, elevar a atratividade das regiões para a instalação de novos empreendimentos que possam gerar riqueza, renda e empregos de qualidade.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato