Minas por Região
Governador

19h16min - 26 de Maio de 2010 Atualizado em 02h37min - 01 de Julho de 2013

Governador autoriza integração tarifária para ônibus na RMBH

BELO HORIZONTE (26/05/10) - O governador Antonio Anastasia assinou nesta quarta-feira (26), no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, autorização para que a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) implante o sistema de integração tarifária ônibus-ônibus que atendem os 34 municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Os passageiros que precisam usar dois ônibus para chegar ao seu destino final, entre dois municípios da Grande BH, terão desconto de 50% sobre o valor da menor tarifa entre as linhas usadas.

A medida vai representar uma economia média de 24% sobre o gasto com as duas passagens. A mudança, que começa a vigorar a partir de agosto próximo, vai beneficiar cerca de 18,5 milhões de pessoas que mensalmente utilizam as linhas de ônibus na RMBH. Atualmente, a Região Metropolitana de Belo Horizonte é atendida por 630 linhas de ônibus. Além disso, o governador autorizou também a integração ônibus-metrô, a partir da Estação Vilarinho, a partir deste sábado, dia 29 de maio. 

“Essa medida vai beneficiar exatamente aquele que é sempre objeto das nossas preocupações como servidores públicos, que é o cidadão, especialmente o mais humilde. Esse processo de integração irá representar uma redução substancial no valor despendido pelo usuário de transporte, na média de 24%, o que representa uma economia sensível no custo do transporte, ao longo do mês, no orçamento doméstico”, disse o governador Antonio Anastasia, em pronunciamento.

A título de exemplo, um usuário que hoje tivesse que se deslocar de ônibus, entre dois municípios, cujas passagens custam R$ 3,55 cada uma, teria um gasto total de R$ 7,10. Com a integração tarifária essa mesma viagem ficará por R$ 5,32, gerando uma economia de quase R$ 2,00.

O usuário será beneficiado desde que o intervalo entre o embarque na primeira linha e o embarque na segunda linha ocorra em um intervalo de tempo máximo de 90 minutos (1 hora e meia). A integração poderá ocorrer em qualquer ponto da rede de transporte público metropolitano e não apenas nos terminais de integração. A bilhetagem eletrônica, já totalmente implantada, é que permitirá a implantação do novo sistema.

A integração tarifária não trará aumento de custos ao Governo do Estado. A medida é resultado da licitação feita pela Setop, em 2008, para os novos concessionários do serviço de transporte coletivo na Região Metropolitana de Belo Horizonte, cuja administração é feita pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas.

Integração Estação Vilarinho

O governador Antonio Anastasia também anunciou a adoção da integração tarifária dos ônibus da Região Metropolitana de BH com o metrô na estação Vilarinho, em Venda Nova, a partir do próximo sábado (29), a exemplo do que já acontece nas estações do Eldorado e São Gabriel. A medida vai beneficiar os cerca de 8 mil usuários que diariamente utilizam as 28 linhas metropolitanas de ônibus, entre a capital e os municípios de Ribeirão das Neves, Santa Luzia, Vespasiano e São José da Lapa.

“Fico muito feliz de estarmos diante de um resultado que é concreto, de um objetivo que é favorecer aquela pessoa que nós devemos sempre nos preocupar em primeiro lugar, que é usuário desse sistema de transporte, que merece um serviço rápido, eficiente, seguro, limpo e naturalmente ao custo mais baixo possível. Esse ato, portanto, sinaliza isso. O favorecimento direto ao cidadão do Vetor Norte da Região Metropolitana que utiliza o nosso sistema público de transporte”, afirmou o governador.

A integração tarifária trará economia de 24% a 34% aos usuários, dependendo do trajeto. Hoje, por exemplo, o passageiro que parte de Ribeirão das Neves com destino a Belo Horizonte, paga R$ 4,70 com a passagem do ônibus (R$ 2,90) e a do metrô (R$ 1,80). Com a tarifa integrada, ele pagará R$ 3,55, o que representa redução de 24,47% no gasto com o transporte.

A viagem entre Pedra Branca (Ribeirão das Neves), linha 5650, e Belo Horizonte, com a integração tarifária do ônibus e metrô (Estação Vilarinho), ficará 34,25% mais barata. O custo cairá de R$ 3,65 para R$ 2,40, ou seja, o usuário desembolsará R$ 1,25 a menos.

Além disso, os passageiros passarão a desembarcar dos ônibus dentro da Estação Vilarinho. Hoje eles têm que descer em pontos de paradas convencionais e caminhar até a estação. Ou seja, a integração passa a ser física e tarifária.

Participaram a solenidade no Palácio Tiradentes, o diretor-geral do Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop/MG), João Antônio Fleury Teixeira; o diretor-geral da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte, José Osvaldo Lasmar; a presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Luzia Ferreira; o presidente da Assembleia Metropolitana da RMBH e prefeito de Florestal, Derci Alves Ribeiro Filho; os representantes da CBTU e da BHTrans, Adão Guimarães e Daniel Marques; além dos secretários de Estado Renata Vilhena (Planejamento e Gestão), Maria Coeli Simões Pires (Relações Institucionais) e Sebastião Navarro (Desenvolvimento Regional e Política Urbana).

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato