Minas por Região
Governador

20h20min - 17 de Junho de 2010 Atualizado em 07h58min - 18 de Junho de 2013

Governador entrega a 100ª Estação de Tratamento de Esgoto

ALFENAS (17/06/10) - O governador Antonio Anastasia entregou à população de Alfenas, no Sul de Minas, nesta quinta-feira (17), a centésima Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) construída pela Copasa em todas as regiões do Estado desde sua criação, há 47 anos. Desde 2003, foram construídas 70 estações de tratamento de esgoto em Minas Gerais, mais que o dobro do número de unidades construídas em 40 anos da Copasa. Em 2003, Minas Gerais contava apenas com 30 ETEs. Até o final do ano, entram em operação outras 60 ETEs no Estado. Durante a solenidade, o governador ressaltou a importância da ETE para melhorar a qualidade de vida da população alfenense e para incrementar o turismo na região.

“Acho muito importante termos qualidade de vida, porque o saneamento significa saúde. Já é comprovado que quanto mais investimos em saneamento, melhor é o investimento na saúde. Alfenas tem uma posição muito importante, estamos nas bacias do lago de Furnas, por isso esse investimento superior a R$ 50 milhões é fundamental que ocorra aqui em Alfenas. Assim, temos condições de atrair mais turistas. Vamos ter uma qualidade de água ainda melhor, de nível internacional, atraindo para cá mais turistas para uma represa tão bela como é Furnas”, afirmou o governador em entrevista. 

A obra do sistema sanitário de Alfenas contou com investimento de R$ 53 milhões, sendo R$ 16 milhões para a construção da estação que entra em operação até 30 de junho. Considerada uma das maiores obras de saneamento do município, a unidade tem capacidade para tratar mais de 34 milhões de litros de esgoto por dia e será responsável pelo tratamento de 100% dos esgotos coletados na cidade. 

A ETE de Alfenas representa um grande ganho ambiental para a região e irá contribuir diretamente para a melhoria da saúde e da qualidade de vida da população. Também contribuirá para a revitalização do Lago de Furnas, um dos principais pontos turísticos do Sul de Minas. A estação é composta por reatores anaeróbios, filtros biológicos, decantadores, leito de secagem e sistema de biogás. 

Qualidade de vida 

O governador Antonio Anastasia ressaltou os investimentos do Governo do Estado na área de saneamento, que permitiu melhorar a qualidade de vida da população em todas as regiões de Minas Gerais. Desde 2003, a Copasa investiu R$ 5,1 bilhões em todo o Estado. Outros R$ 3 bilhões ainda estão previstos dentro do Programa de Investimento da Companhia para serem aplicados até 2012. A Copasa atende mais de 12 milhões de pessoas em 613 municípios. O governador destacou outras ações realizadas pelo Governo de Minas que têm contribuído para levar progresso aos mineiros.

“Construímos mais ETEs do que em toda a história da Copasa. Até o final do ano teremos 160. Basta esse número para mostrar como era a Copasa e como está agora. Poderia falar aqui, com os mesmos números e os mesmos indicadores, na saúde, na educação, na segurança, no abastecimento, na habitação, na telefonia celular. Vou falar nos Caminhos de Minas, tão somente, tão belos que lançamos essa semana, que são estradas importantíssimas, que vão fazer as ligações regionais, ajudando e colaborando muito para a circulação das nossas riquezas. Tudo isso significa o progresso, a prosperidade e o avanço de Minas Gerais, feito de maneira responsável, de maneira ética, de maneira honesta, de maneira eficiente, com planejamento, com ousadia, com coragem e com empreendedorismo”, ressaltou o governador em seu pronunciamento. 

O prefeito de Alfenas, Luiz Antônio da Silva, ressaltou em seu pronunciamento que a ETE Alfenas vai contribuir para diminuir doenças causadas por falta de saneamento básico. “Cada real investido em saneamento representa a economia de oito reais na saúde”, afirmou. Desde 2003, quando assumiu o sistema de esgotamento sanitário de Alfenas, a Copasa investiu na implantação de interceptores, redes coletoras, ligações prediais, estações elevatórias e na construção da ETE, deixando a cidade com uma completa infraestrutura de saneamento básico. Para o período de 2010 a 2012, a previsão é que a Copasa invista mais R$ 7,5 milhões na cidade, sendo que deste montante, R$ 3 milhões serão destinados para o abastecimento de água e R$ 4,5 milhões para o esgotamento sanitário. Em toda a região Sul de Minas, a Copasa já investiu R$ 477 milhões.

Empresa modelo

O presidente da Copasa, Ricardo Simões, destacou que no início de 2003, a Copasa tratava 27% do esgoto que era coletado, atualmente trata 59% e até o final do ano passará aos 70% de todo o esgoto coletado no Estado. Simões destacou pesquisa com base em dados do Ministério das Cidades que classificou a Copasa como única empresa com desempenho nos critérios de rentabilidade, produtividade, geração de caixa e capacidade de endividamento.

“A Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário fez uma pesquisa com análise de todos os operadores de sistema de abastecimento de água e esgotamento sanitário no país e classificou a Copasa como única operadora em todo país que teve a condição de boa em todos os itens. Isso só se deu por conta da forma como o Governo do Estado orientou as nossas ações, geriram a maneira da empresa produzir e as determinações que eles durante esses sete anos colocaram, que propiciaram a Copasa a chegar até aqui”, comemorou.

Criada em 1963, a Copasa registrou prejuízos continuados por 11 anos até 2003. Desde então, a empresa vem apresentando os melhores resultados no país, nesse setor, no que diz respeito à qualidade dos serviços prestados à população e à rentabilidade da própria empresa. Esses recursos estão sendo aplicados em diversos empreendimentos com a utilização de tecnologia de ponta, proporcionando a modernização e melhoria dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário de Minas Gerais. Os empreendimentos levam mais oportunidades de negócios para as cidades, promovendo o desenvolvimento econômico e social, gerando emprego e contribuindo para a preservação do meio ambiente.

Em agosto de 2007, criou a Copanor, subsidiária da Copasa para atender a população das regiões mais pobres do Estado com serviços de qualidade. Até o final de 2010, serão investidos R$ 545 milhões na implantação de sistema de abastecimento de água e esgoto em 463 localidades de 92 municípios dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri, São Mateus, Itanhém, Buranhém e Jururuçu. Todos os municípios e localidades têm entre 200 e 5 mil habitantes. Serão beneficiadas 400 mil pessoas. Os recursos estão sendo aplicados também na construção de 26 mil banheiros, beneficiando famílias que nunca contaram com esse conforto em suas casas. Atualmente, a Copanor já beneficia 134 mil habitantes em 64 localidades, com aproximadamente 37 mil ligações de água e esgoto.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato