Minas por Região
Governador

20h39min - 21 de Maio de 2009 Atualizado em 14h03min - 30 de Junho de 2013

Governador se reúne com líderes da Câmara e do Senado

O governador Aécio Neves visitou o Congresso Nacional em Brasília, onde se reuniu com o presidente da Câmara, Michel Temer, líderes do Democratas (DEM), e também com o senador Pedro Simon (PMDB). Durante a visita, o governador e os deputados debateram a proposta de reforma política

BRASÍLIA (21/05/09) - O governador Aécio Neves visitou o Congresso Nacional, nessa quinta-feira (21), em Brasília, onde se reuniu com o presidente da Câmara, Michel Temer, líderes do Democratas (DEM), e também com o senador Pedro Simon (PMDB).

Durante a visita, o governador e os deputados debateram a proposta de reforma política que tramita na Casa e, durante reunião na liderança do DEM, foram relembrados os 25 anos da formação da Aliança Democrática Nacional. Essa aliança propiciou a eleição de Tancredo Neves à presidência da República.

Sobre reforma política, foram discutidos alguns pontos que fazem parte da proposta que tramita no Congresso Nacional, como o financiamento público de campanhas e votação em lista fechada. Na avaliação do governador, essas propostas fortalecem os partidos políticos e a democracia, e deveriam ser aprovadas agora, mesmo que passem a vigorar apenas nas eleições de 2012.

“Os dois instrumentos significam um avanço no nosso processo político, mas, se houver um impasse muito grande, se a resistência para introduzi-los de imediato em 2010 for muito grande, poderíamos iniciar esse processo em 2012, nas eleições municipais. Começaria das bases, portanto, uma primeira experiência da lista fechada e do financiamento público, fazendo com que em 2014, aí sim, nas eleições nacionais, ele já aprimorado pudesse servir ao país”, propôs o governador, em entrevista, após reunir-se com o presidente da Câmara.

Aécio Neves chamou o atual sistema de financiamento de campanhas de anacrônico, pois privilegia o poder financeiro em detrimento do debate de idéias. Já em relação à lista fechada, o governador acredita que, se num primeiro momento pode haver distorções, a tendência é, com o tempo, ela se aprimorar.

“Acho que a lista, com o tempo, será o caminho dos partidos políticos buscarem os seus melhores quadros ou ampliarem seus quadros na busca de quadros qualificados para que eles possam, compondo a lista, ajudar a melhorar o desempenho desses partidos. Acho que os dois temas constituem-se avanços e fica aqui uma alternativa intermediária. Se a resistência para a introdução for muito grande de imediato, porque estamos já às vésperas de um processo eleitoral, não deveríamos perder a oportunidade de aprovar para que vigore a partir de 2012”, disse Aécio Neves.

Cláusula de desempenho

O governador lembrou que em relação à cláusula de barreira foi assim que ocorreu. Ela só foi aprovada porque se criou uma carência de duas eleições para que pudesse ser implementada.

“Com isso, sai-se do imediatismo, da análise individual que cada parlamentar faz do reflexo dessa medida na sua própria eleição, para discutirmos o que elas significam de avanço para o quadro político brasileiro”, defendeu.

Aécio Neves lamentou que a cláusula de barreira, ou de desempenho, tenha sido anulada pelo Supremo Tribunal Federal e defendeu que ela volte a ser discutida no Congresso.

“Sairíamos hoje de mais de 20 partidos funcionando no Congresso Nacional para uma coisa em torno de seis ou sete partidos, o que facilita a discussão, a construção das maiorias e acho que normatiza um pouco a relação parlamentar, que deixa de ser individual, que deixa ser de grupos, para ser partidárias. Tudo o que puder ser feito no sentido de fortalecer os partidos políticos é saudável para a democracia”, declarou o governador.

Aliança Democrática

Na visita que fez à liderança do DEM, o governador conversou com o presidente nacional do partido, Rodrigo Maia, o líder da bancada, deputado Ronaldo Caiado, e mais cerca de 15 parlamentares. No encontro, o deputado e ex-governador de Pernambuco, Roberto Magalhães, ressaltou a importância da Aliança para a retomada da prática democrática no país, que levou à eleição do presidente Tancredo Neves. O governador Aécio Neves relembrou fatos importantes que viabilizaram a composição dos partidos e lembrou ter iniciado, aí, a sua vida pública.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato