Minas por Região
Governador

21h59min - 07 de Julho de 2011 Atualizado em 04h52min - 01 de Julho de 2013

Minas Gerais abrigará fábrica da Havaianas e nova unidade de mineração da BHP Billiton

BELO HORIZONTE (07/07/11) - O governador Antonio Anastasia assinou dois importantes protocolos de intenções para investimentos privados em Minas, nesta quinta-feira (7), que juntos vão gerar 3.350 empregos diretos no Estado. Os investimentos serão feitos pela indústria de calçados Alpargatas (R$ 177 milhões) e pela mineradora BHP Billiton (R$ 3,7 bilhões).

A Alpargatas vai implantar uma fábrica da Havaianas em Montes Claros, no Norte de Minas, com capacidade de produção de 100 milhões de pares de calçados por ano. A planta também abrigará um centro de distribuição para a comercialização dos produtos. A nova unidade permitirá um aumento de 30% da produção atual de calçados da marca.

As instalações ocuparão uma área de 250 mil m², com disponibilidade de gás natural, sendo 73 mil m² de área construída - 57 mil m² para a área industrial e outros 18 mil m² para o centro de distribuição. A fábrica de Minas Gerais será a segunda destinada à produção de sandálias Havaianas, um dos destaques do portfólio de marcas da companhia. A unidade vai empregar 2.250 pessoas diretamente, gerando também 3 mil empregos indiretos.

“Estamos trazendo para nosso Estado um produto que é internacionalmente reconhecido por sua qualidade, como sendo legitimamente brasileiro. A nossa felicidade se desdobra não só pelo fato de trazermos para Minas uma das mais importantes marcas brasileiras, mas, mais que isso, por termos colocado essa fábrica na região Norte do Estado, na região que precisamos desenvolver ainda mais. O investimento em Montes Claros não se consolida só naquela cidade. Montes Claros é a capital do Norte, então esse investimento se irradia por toda a região”, afirmou Antonio Anastasia.

As obras da nova planta da Alpargatas devem ser iniciadas em agosto deste ano, com início da operação programada para o segundo semestre de 2012. Assinaram o protocolo de intenções, o governador Anastasia, o presidente da Alpargatas, Márcio Utsch, e a secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothéa Werneck.

BHP Billiton

Já a mineradora BHP Billiton Brasil pretende investir R$ 3,7 bilhões no projeto em Minas, incluindo operações de lavra, inicialmente nos municípios de Ouro Preto e Itabirito, onde a empresa detém direitos minerários, e uma planta de beneficiamento de minério em local a ser definido.

“Hoje, nossas commodities minerais vivem um momento áureo em todo mundo. Minas Gerais tem um destaque nesse cenário, mercê das suas reservas. A assinatura desse protocolo representa o esforço para o desenvolvimento integrado de Minas Gerais. O poder público tem no setor privado parceiros fundamentais”, destacou Antonio Anastasia.

Ele ressaltou o empenho que o Governo de Minas tem feito para reduzir as desigualdades econômicas regionais, com investimentos em infraestrutura, educação e saúde, em ações integradas entre as secretarias e órgãos do Estado.

Os investimentos da BHP Billiton vão gerar 1.100 empregos diretos e também 1.100 indiretos. A unidade terá capacidade de produção inicial de 20 milhões de toneladas de concentrado de minério de ferro por ano. A empresa trabalha com a expectativa de destinar 10% a 20% da produção ao mercado doméstico e o restante para a exportação. O projeto deve ser concluído em janeiro de 2017.

“Estamos consolidado importantes investimentos no Estado, com um valor muito grande, como é o caso da BHP, de R$ 3,7 bilhões. O Governo de Minas pretende trazer um grande número de empresas e de volume de investimentos para o Estado. A BHP é a terceira maior empresa do mundo na produção de minério de ferro e agora está aqui conosco”, disse Dorothéa Werneck.

O grupo BHP Billiton está presente em 25 países, tem mais de 100 operações de grande porte, com faturamento anual global da ordem de US$ 52,8 bilhões. Os principais negócios estão nos setores de petróleo, gás, minério de ferro, carvão metalúrgico, carvão energético, manganês, cobre, alumínio, níquel, titânio, urânio, diamantes e prata.

Ao lado da siderurgia, o setor de mineração responde pela maior parte dos investimentos anunciados em Minas Gerais, somando R$ 112,2 bilhões em projetos a serem implantados de 2003 a 2012. O Estado é o maior produtor nacional de ferro, fosfato, ouro, tantalita e zinco, e o maior produtor mundial de nióbio. Cerca de 35% da produção mineral do país está em Minas.

Também participaram das solenidades no Palácio Tiradentes, o vice-governador Alberto Pinto Coelho; o secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas, Gil Pereira; o secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Carlos Pimenta; o prefeito de Montes Claros, Luiz Tadeu Leite; o presidente da Cemig, Djalma Morais; o presidente da Gasmig, Fuad Noman; e o presidente do Indi, José Frederico Alves.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato