Minas por Região
Segurança / Defesa Social

17h30min - 10 de Setembro de 2009 Atualizado em 04h29min - 29 de Junho de 2013

Supermercado Escola vai formar profissionais para o setor

A Secretaria de Estado de Denvolvimento Social inaugurou no Centro Público de Promoção do Trabalho, na capital, o Supermercado Escola. O empreendimento será destinado às aulas teóricas e práticas dos cursos oferecidos por meio do Projeto Usina do Trabalho.

BELO HORIZONTE (10/09/09) - Caixas, balcões, máquinas de cartões de crédito, prateleiras com gêneros alimentícios e de limpeza, estoque e tudo que um supermercado de verdade tem, estará ao alcance dos trabalhadores mineiros que buscam uma vaga no mercado de trabalho no setor de comércio varejista. O Supermercado Escola, inaugurado nesta quinta-feira (10), no Centro Público de Promoção do Trabalho (CPPT) da Gameleira (rua Cândido de Souza, nº 510, Nova Cintra), em Belo Horizonte, será destinado às aulas teóricas e práticas dos cursos de qualificação, oferecidos por meio do Projeto Usina do Trabalho.

Durante o lançamento, o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Agostinho Patrús Filho, destacou a importância de unir governo e iniciativa privada. “Esta é a inauguração de uma parceria tão importante que vai trazer a toda a grande Belo Horizonte a possibilidade de formar jovens e pessoas que perderam o emprego, em razão da crise. Daremos ao trabalhador algo que nenhuma crise pode tirar: o conhecimento e capacidade de desenvolver bem a profissão. Acredito que esta parceria vai trazer frutos para os empresários e trabalhadores”, disse.

A criação do Supermercado Escola é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) e do Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Belo Horizonte (Sincovaga-BH). De acordo com a coordenadora do Projeto Usina do Trabalho, Lara Valadares, mais de 100 profissionais serão formados por mês, em ocupações como operador de caixa, repositor de mercadorias, gerente de supermercado, fiscal de prevenção de perdas, embalador, operador de câmera fria, auxiliar de açougue, auxiliar de padaria e confeiteiro.

“Já estamos recebendo as demandas dos supermercados. Vamos começar com as atividades que apresentam maior carência. Os cursos, com 25 alunos cada, terão duração de 15 dias e as aulas ocorrerão nos turnos da manhã e tarde. A expectativa é de formar 100 profissionais por mês”, informou.

Lara Valadares explicou que a ideia de se criar o serviço surgiu a partir da necessidade da capacitação dos trabalhadores para atuação no segmento, que tem oferecido vários postos de trabalho. “São muitas as oportunidades de emprego que surgem nessa área, principalmente no segundo semestre do ano. Nesse período, a demanda é sempre maior. De olho nessas chances, vamos começar um trabalho de qualificação de profissionais para atuação nesse mercado. O objetivo é aproximar a teoria da prática e treinar o trabalhador num local e na função que se assemelham ao que, diariamente, irá exercer”, afirmou.

A superintendente do Sincovaga-BH, Erica Fonseca, destacou a importância da iniciativa. “O Sincovaga tem hoje 12.800 filiados. Mensalmente, recebemos demanda de vagas de emprego. Com o supermercado escola, vamos poder qualificar os profissionais cadastrados no Sine para atuação no comércio varejista de alimentos. Nessa primeira etapa vamos trabalhar, junto com a Sedese, em quatro cursos, mas a expectativa é que possamos ampliar o supermercado, com a instalação de equipamentos para os cursos de açougueiro, padeiro e confeiteiro”, comentou.

Os interessados devem procurar os postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Belo Horizonte e região metropolitana, levando CPF, carteiras de trabalho e de identidade para fazer a inscrição, a partir da próxima segunda-feira (14). O endereço das unidades estão disponíveis no portal do Sine. O início das aulas está previsto para o mês de outubro.

Setor

De acordo com a Associação Mineira de Supermercados (Amis), o setor supermercadista deve empregar no Estado, diretamente, 125, 5 mil pessoas em 6,7 mil pontos de vendas. A previsão de faturamento para este ano é de 12,3 bilhões. Só os investimentos na abertura e reforma de lojas vão passar dos R$ 140 milhões, superando em 16,6% os R$ 120 milhões previstos no começo deste ano.

Atualmente, estão abertas cerca de 500 vagas para o setor supermercadistas nos postos do Sine de Minas Gerais.

SEGOV - Secretaria de Estado de Governo de Minas Gerais

Desenvolvido por marcosloureiro.com

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

Rodovia Prefeito Américo Gianetti, 4001
Edifício Gerais, 1º andar
Bairro Serra Verde - BH / MG
CEP: 31630-901
Tel.: +55 31 3915-0262

Telefones de Contato